Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

D r e a m F a c t o r y

D r e a m F a c t o r y

09.01.19

Panela de Pressão

DreamFactory

Zanga-te com os comportamentos, não com as pessoas.

Não desligues o teu amor, o teu carinho, o teu respeito, pelos Teus porque alguma coisa que fizeram não foi o que esperavas.

Se vale a pena, se te faz sentido, fica, fala, explica e em vez de apontares o dedo, olha para dentro de ti e partilha o que aquela opção te fez sentir.
O Gesto, não a Pessoa.
Entende que são coisas diferentes e que da mesma forma que desta vez não foi o que esperavas, já existiram outras onde superaram as tuas expectativas.
As pessoas são muito mais do que apenas alguns dos seus comportamentos.

Sei que estás triste e que a raiva e a mágoa andam por perto...mas se realmente é importante para ti, então fica, respeita, olha nos olhos, abraça, ouve e fala.
Ouve o teu apito e age, não deixes transbordar a panela das tuas dores, não deixes que fique tão cheia que a única solução seja deitar por fora.
Não esperes que passe...Age!

Partilha o que estás a sentir, zanga-te até se for preciso, mas não abandones as tuas pessoas, não lhes vires as costas.

Permanece presente para que entendam e sintam, que ainda que o gesto te tenha magoado, a essência do teu amor continua lá...e por essa vale sempre a pena lutar.

imagesBJ38S0VB.jpg

03.09.17

“ a verdade simplifica”

DreamFactory

Nem sempre gostamos de franqueza, creio que no fundo nem sempre sabemos lidar com ela, separar a critica ao corportamento e seu resultado, da pessoa que o realizou.

Há que despersonalizar a critica porque sendo pessoal perde muito do seu carácter construtivo.

Tenho muita sorte pois a Vida tem-me oferecido várias oportunidades e pessoas com quem tenho aprendido e evoluído. Por vezes acertando por vezes errando, fui-me apercebendo do impacto da critica em mim e nos que me rodeiam.

Quando nos sentimos atacados ou recuamos para nos proteger ou também atacamos. Não estamos focados em aprender nem em melhorar, nem sequer em fazer diferente.

Acredito que esta consciência é útil para quem avalia e para quem é avaliado, para quem critica e para quem é criticado, para quem educa e para quem é educado.

Separar as águas, mostrar claramente que a lupa está na acção e não na pessoa.

As pessoas não são só os seus comportamentos e estes podem ser alterados, caso exista vontade.

Dizer a verdade, sem dourar a pílula mas também sem atacar, porque a verdade simplifica.

Entender também que na maioria das vezes a critica não é necessariamente um ataque.

O elogio e a critica construtiva devem caminhar de mãos dadas e de forma transparente. Ninguém reconhece alguém que só ofende nem tão pouco alguém que vomita elogios vazios.

Mas tanto um elogio sincero como uma critica construtiva são como que os tijolos que nos permitem construir pessoas ainda mais sólidas.

elogio_critica.jpg

 

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D